Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Neta da Luísa

A Neta da Luísa chama-se Bárbara. Tem 23 anos e um gosto incalculável pela escrita, moda, lifestyle e beleza. Não é uma expert em nenhum dos assuntos, mas tem uma paixão imensa por todos eles.

A Neta da Luísa

Os meus 6 lanches | pequenos-almoços (saudáveis)

Como já expliquei aqui diversas vezes, tenho tentado fazer escolhas mais saudáveis no que se refere à alimentação. Nem sempre é fácil, principalmente nos dias de maior stress em que, para mim, se torna muito mais fácil fugir às melhores opções alimentares. Os pequenos almoços e lanches, mais que os almoços e jantares, sempre foram problemáticos para mim. Tinha uma dificuldade imensa em dizer não aos cereais carregados de açúcar que tinha cá em casa, ou ás tostas mistas diárias acompanhadas de leite achocolatado. Felizmente, tenho conseguido continuar a tirar prazer destas refeições, apesar de agora investir em alimentos menos processados e em refeições que não me façam sentir tão culpada. É neste sentido que acho importante trazer-vos os meus snacks favoritos ultimamente. Por isso, se querem saber o que me tem levado aos céus sem pôr em causa a minha saúde, continuem a ler. 

 

Design sem nome (5).png

 

 

1. Waffles de aveia

 

Faço a massa dos waffles da mesma forma que faço a das panquecas: tudo a olho, num copo triturador. Uso apenas aveia, leite (neste caso, leite de aveia) e ás vezes banana e linhaça, conforme os apetites. Não sou muito de seguir receitas, gosto de fazer as minhas próprias experiências e testar combinações, conforme o que me apetece na altura. 

A máquina dos waffles foi uma excelente aquisição que fiz no Lidl, por apenas 12,99€. O prato fica sempre bonito e possibilita-nos fazer inúmeras combinações ao nível dos toppings. 

 

2. Torradas e leite com café

 

Este pode não ser o pequeno almoço mais saudável do mundo mas é, sem dúvida, altamente reconfortante. Opto sempre por pão integral, de cereais ou de mistura, torro e barro com manteiga magra ou manteiga de soja, conforme o que tiver em casa. Na bebida, utilizo leite magro e café 100%, que adoço com stevia ou adoçante. Por norma, este é sempre o meu pequeno almoço quando entro às 6h30 da manhã, já que é rápido de fazer e dá-me motivação para acordar ainda de noite. 

 

3. Iogurte grego

 

Ultimamente e, principalmente agora que o tempo já não se faz sentir tão frio, as combinações com iogurte grego ligueiro, cujas embalagens de litro costumo comprar no Lidl, costumam ser frequentes. A base é sempre iogurte sendo que, por vezes, junto uma colher de café de doce sem adição de açúcares, apenas para cortar o ácido do iogurte. No entanto, ultimamente nem isso tenho feito - acho que já me habituei ao sabor. Por cima, faço inúmeras combinações. Junto pedaços de chocolate negro, muesli biológico, banana, canela, kiwi, frutos secos... É conforme os dias. Este tipo de lanche permite-nos dar asas à imaginação e fazer imensas combinações. Já experimentaram iogurte grego natural coberto de gelatina? É óptimo!

 

4. Panquecas de aveia 

 

Para quando apetece algo parecido com uma gordice, as panquecas são uma óptima opção. A massa é sempre feita com aveia, leite e linhaça (ou ovos e banana), ás vezes. O bom destas massas é que basta juntar tudo e triturar para, depois, pôr na frigideira. Por cima gosto de colocar rodelas de banana com canela e um fio de mel caseiro. Optem por uma frigideira anti-aderente, assim escusam de usar gordura. Em último caso, coloquem uma gotinha de óleo de côco.

 

5. Papas de aveia

 

Como já devem ter reparado, ultimamente a aveia é a minha melhor amiga cá em casa. Serve-me para a maioria das minhas refeições e é altamente saciante, para além de ajudar na redução do colesterol (que, infelizmente, já dá sinais de vida no meu corpinho). É super barata (uma embalagem de 500 gr, no Lidl, custa cerca de 0,50€, se não estou em erro e dá para imensas vezes!). Para fazer as papas uso diferentes ingredientes, conforme o que me apetece. Hoje, por exemplo, fiz umas para o pequeno almoço que me arrisco a dizer que foram as melhores que já comi. Coloquei num tacho flocos de aveia, leite de soja com chocolate, um ovo e água. Deixei cozinhar muito bem enquanto ia mexendo, até ficar uma mistura homogénea e cremosa. Foi só por na taça e acrescentar o muesli biológico de chocolate do Lidl e umas rodelas de banana. Babei-me! Estavam deliciosas. E se, antes, comer papas de aveia não me dava qualquer prazer... Agora começa a ser uma verdadeira perdição. Acho que lhe apanhei o jeito!

 

6. Pão com queijo magro e cevada

 

Tento comer pão apenas de manhã, ao pequeno almoço, uma vez que, por norma, reduzo os hidratos à medida que o dia se aproxima do fim e já não necessito de tanta energia. No entanto, há dias de maior stress, em que não temos paciência para elaborar muito na cozinha e nos apetece algo verdadeiramente "familiar". Ontem , por exemplo, o meu lanche foi bola de mistura com queijo baixo em gordura, com cevada 100% a acompanhar (tento não beber leite a mais que uma refeição e, por norma, quando me apetece uma bebida quente à tarde, opto por cevada ou chá). O pão compro também no Lidl - é pequeno, bastante escurinho e, portanto, faz com que o estrago não seja tão violento.

 

Para acompanharem diariamente as minhas invenções culinárias, acompanhem o meu instagram e a minha página do facebook. Lá, estarão sempre a par de tudo... incluindo dos meus devaneios alimentares! 

 

Quais são as vossas opções saudáveis? Dêem-me as vossas sugestões. Preciso de novas ideias!

Vou ser gorda para sempre #1

17362775_1225499677533655_3352006671077751532_n.jp

[Pinterest]

 

Alguém tem alguma solução para dores musculares (nas pernas) muito fortes? Daquelas que te impedem de andar, de sentar, de subir escadas e te fazem ter vontade de chorar cada vez que tens que te mexer... Estou a ponderar nunca mais fazer agachamentos e ser gorda para sempre ... Amanhã é dia de trabalho bem cedo e tenho de estar impecável mas, da última vez que isto aconteceu acabei de perna ligada nos Hospitais da Universidade de Coimbra 

Dia do pai.

IMG_20160528_193702.jpg

DSC01490.JPG

DSC01583.JPG

 

 
O meu pai é orgulhoso e tem uma dificuldade imensa em expressar os sentimentos, excepto para com os animais - o que me faz admirá-lo imenso. É teimoso e tem sempre que vencer a dele. Pica-nos imenso e testa os nossos limites. Tem uma dificuldade imensa em ceder e uma custa-lhe pedir desculpa. Mas o meu pai também é a pessoa com maior sentido de humor que eu conheço. Aquele que chora a rir das suas próprias piadas antes mesmo de lhes contar o fim. O meu pai tem um coração do tamanho do mundo e não se importa de ficar sem nada para dar tudo aos outros. Adora conviver e é, talvez por isso, que a nossa casa é sempre uma casa cheia. Toda a gente o adora e eu tenho o maior orgulho nisso. O meu pai tem sorte com as filhas que o destino lhe escolheu, mas nós temos ainda mais sorte pelo pai que a vida nos concedeu. 
 
 
 
Feliz dia do pai. 💚

Birthday Wishlist

Design sem nome (1).jpg

 

Março é o mês do meu aniversário e estamos a pouco mais de uma semana desse dia chegar. Adoro fazer anos. Adoro sentir que é o meu dia, que as pessoas tiram um minutinho do seu tempo para me felicitar e que há pessoas que tentam, sempre, de alguma forma, mimar-me. Claro que os presentes não são o mais importante e, cada ano que passa, a minha maior ansiedade resume-se ao convívio com a família, a um jantar especial e à humilde celebração de mais um ano de vida. Mas estaria a mentir se dissesse que não gosto de receber - acho que, mesmo que não queiramos admitir, toda a gente gosta. No entanto, este ano, dou por mim a refletir e a chegar à conclusão de que, pela primeira vez, sinto que não preciso realmente de nada. Este ano não dou por mim a procurar argumentos para afirmar que preciso desta ou daquela peça de roupa, daquele par de ténis ou de um telemóvel, só porque já estou cansada do meu. Este ano não há nada que eu queira desesperadamente. Este ano apenas quero ter a dádiva de poder continuar a reunir os meus neste dia especial e, celebrar, com eles, a felicidade que sinto por estarmos bem, felizes, saudáveis e unidos. 

 

No entanto, e como não poderia deixar de ser, ficam aqui algumas coisinhas que não me importava nada de vir a ter, apesar de, tenho de confessar, foi dificil fazer esta pequena lista - porque,  como já disse, não sinto que precise de receber seja o que for. 

 

A coluna, da Fnac, à qual já me referi aqui no blog é um amor que se deve, fundamentalmente, ao objeto decorativo em que pode consistir. Acho-a tão gira! Os pesos, da Sport Zone, são um desejo antigo relacionado com as tentativas de praticar mais exercício fisico, na esperança que possam tornar as minhas caminhadas um bocadinho mais eficientes.Os cactos - ambos da Primark, são uma perdição... e sei que mais dia menos dia vou acabar por adquirir alguns para colocar na janela do meu quarto. O livro da Helena, uma das minhas bloggers favoritas, não podia deixar de estar presente e esse, eu sei que, mesmo que não seja no meu aniversário, vai acabar por vir para a minha mesinha de cabeceira em breve. 

 

E vocês? O que acham destes artigos? Também gostavam de adquirir algum deles?