Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Neta da Luísa

A Neta da Luísa chama-se Bárbara. Tem 23 anos e um gosto incalculável pela escrita, moda, lifestyle e beleza. Não é uma expert em nenhum dos assuntos, mas tem uma paixão imensa por todos eles.

A Neta da Luísa

Porquê um blog?

Foi há cerca de treze meses atrás que este blog ganhou vida.

 

CIMG1633.JPG

 

Num misto de sensações e em pleno início de nove meses de estágio curricular, a ambição, constantemente adiada, de criar um blog concretizou-se. Livre dos estudos e numa fase demasiado precoce para iniciar a escrita do meu relatório de estágio, a escrita começou a ser outra. 

O gosto pela escrita e pela leitura já há muitos anos que se converteu em amor. Lembro-me do empenho que colocava nas composições dos testes de português, das cartas de amor que escrevi durante a adolescência e até dos textos carregados de sentimentos (juvenis) que, na altura, publicava no HI5. Sei que era reconhecida pelo que escrevia - não vou entrar em falsas modéstias. Eram vastas as vezes que a professora me pedia para ler a minha redação à frente da turma e até no Natal, no seio da família, as cartas que escrevia alusivas à epoca deixavam as minhas tias de lágrima no olho. 

Se começou como forma de partilhar aquilo que, aleatoriamente, ia escrevendo, hoje este blog é o meu escape. O meu menino. A minha companhia - todos os dias. Depois de uma licenciatura terminada, de um mestrado concluído com sucesso e, mesmo assim, sem quaisquer perspetivas de emprego, este cantinho que convosco partilho tornou-se o meu (pequenino) projeto e o meu maior investimento. E sem emprego, é a Neta da Luísa que tenho abraçado todos os dias, na esperança - quem sabe de uma menina sonhadora - de um dia chegar mais longe e conseguir tocar os corações de muita gente com cada frase que me vai saindo dos dedos sempre com muito carinho e dedicação. 

Recorrendo ao nome de uma das pessoas que mais amei na vida - a minha avó Luísa - foi esta a forma que escolhi de partilhar o que me vai na mente, as minhas opiniões. De a homenagear, através da perpetuação do seu nome, frequentemente, nas minhas redes sociais mas, acima de tudo, nas minhas conversas e na minha vida. De transmitir os meus valores e as minhas paixões - sempre, mas mesmo sempre através do meu grande amor: a escrita. E estaria a mentir se dissesse que não gostava que este amor me desse algo em troca. Mas estaria a mentir também se afirmasse que acredito que isso possa acontecer - pelo menos a curto prazo.

 

Mas entre os meus sonhos e as minhas realidades, vou apostando na única certeza que tenho - nada há a perder quando trabalhamos no que gostamos com a maior ternura do mundo.