Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Neta da Luísa

A Neta da Luísa chama-se Bárbara. Tem 23 anos e um gosto incalculável pela escrita, moda, lifestyle e beleza. Não é uma expert em nenhum dos assuntos, mas tem uma paixão imensa por todos eles.

A Neta da Luísa

Dia da mãe

IMG_20160220_224935.jpg

DSC01411.JPG

DSC01600.JPG

CIMG8553.JPG

CIMG8270.JPG

DSC01424.JPG

DSC01602.JPG

DSC01490.JPG

 

 

Sei que parece cliché dizer isto, mas eu tenho mesmo a melhor mãe do mundo. 

 
Provavelmente, todos os filhos pensam isto e se acham com a maior sorte do mundo por terem a mãe que têm. Mas eu, mesmo na tentativa de ser imparcial, continuo a achar que é impossível haver uma melhor que a minha. 
 
Quando penso na possibilidade de um dia ter filhos, peço sempre a Deus que me torne uma mãe semelhante à minha, apesar de saber que isso é altamente improvável... porque duvido que alguém consiga ser igual a ela - tão tolerante e paciente.
 
É uma dádiva termos esta personagem feminina na nossa vida, mas essa bênção aumenta consideravelmente quando temos o maior orgulho do mundo nela. E é isso que eu sinto por ti, Mãe: para além de amor, muito, mas mesmo muito orgulho na mulher que és. Tenho a agradecer-te muito mais que a vida, muito mais do que o que me dás e muito mais do que o que fazes de mim. Tenho a agradecer-te todos os conselhos, os avisos, os incentivos e os festejos partilhados de sucessos e vitórias. Tenho a agradecer-te o facto de conseguires manter esta família sempre firme, mesmo quando há situações que abalam os pilares - obrigada por nunca os deixares cair, mesmo que por vezes isso implique carregares um peso imenso às costas. Obrigada por me dares a oportunidade de experienciar o que é viver numa família unida e feliz - porque hoje, isso é cada vez mais raro. Obrigada por não me faltares com nada e por seres um suporte tão grande para mim, por ajudares a que nunca me sinta desamparada e perdida neste caminho tão conturbado que, por vezes, é a vida.
 
Dizem que as mães não devem ser melhores amigas. Mas quem diz isso não te conhece e não conhece a capacidade imensa que tu tens de conseguires ser mãe e amiga, quando cada um destes papéis é preciso. Obrigada por, até nisso, me presenteares com a sorte de não ter de sair de casa ou pegar no telefone para desabafar com alguém - porque tu consegues ser amiga... mas também consegues ser mãe. E desempenhas, na perfeição, ambos os papéis. Só não entendo porque nunca venceste um óscar.
 
Amo-te muito.