Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Neta da Luísa

A Neta da Luísa chama-se Bárbara. Tem 23 anos e um gosto incalculável pela escrita, moda, lifestyle e beleza. Não é uma expert em nenhum dos assuntos, mas tem uma paixão imensa por todos eles.

A Neta da Luísa

Ler, Ver e Adorar #5 | O Segredo

15058579_1623544664614770_887895003_n.jpg

 

Foi numa conversa intimista com a minha prima que tudo começou. Falei-lhe da minha negatividade, da ansiedade que sofro em certas situações do quotidiano e do quanto a minha mente vagueia, por vezes, em hipotéticas possibilidades negativas face ao meu futuro. Expliquei-lhe o quanto, por vezes, o facto de ser assim me faz sofrer. Disse-lhe que, ás vezes, é assustador não conseguir ter controlo sob a nossa própria mente e dominar os nossos próprios sentimentos. Foi na sequência desta conversa, quase em jeito de desabafo de confissão, que ela me disse que tinha a cura para mim, passando-me para a mão o livro do Segredo, que ela própria já tinha lido. Trouxe-o para casa mas como na altura estava a terminar a leitura da "Rapariga que Derrotou o Estado Islâmico" - post aqui - O Segredo ficou em stand bye. Quando terminei o que estava a ler, comecei este. 

 

Terminei-o hoje e a sensação que tenho é que esta leitura me serve, acima de tudo, de motivação e fé. Mesmo podendo não acreditar a cem por cento em tudo o que o livro relata e defende, há sempre qualquer coisa que fica: uma esperança de que o nosso pensamento pode trazer até nós coisas melhores - quando é nelas que pensamos com fervor. Eu acredito na força do pensamento até determinado ponto. Por experiência própria sei que, frequentemente, a mente influencia o nosso estado fisico e emocional: quando algo nos preocupa, quando andamos ansiosos, quando estamos sob stress, o corpo dá sinais, acompanhando o nosso devaneio mental. Nas fases em que me sinto mais em baixo sinto dores de cabeça, cansaço e, por vezes, até oscilações de apetite, gástricas e intestinais - penso que isto acontece um pouco com todos nós. Quando me sinto bem, feliz e tranquila, raramente sinto mau-estar. E quando o sinto, consigo relativizá-lo até ao ponto de deixar de o sentir. São estas ligações fisico-emocionais que me fazem acreditar que a forma como encaramos a vida influencia a forma como a vida nos encara a nós. E são estes fatores que me fazem, em última instância, tentar colocar em prática os ensinamentos de vida que nos são concedidos com a leitura deste livro. 

 

Aconselho. É um literatura totalmente diferente daquela que tenho seguido, mas que me incentivou (principalmente nesta fase da minha vida), a ver o dia-a-dia com umas perspetiva mais optimista e serena. Pensamentos positivos atraem coisas positivas. E isso eu não aprendi com o livro. Aprendi com a vida. 

 

SINOPSE | WOOK

A autora, Rhonda Byrne, descobriu que a maioria das pessoas que têm ou tiveram sucesso conheciam um Grande Segredo, e dá exemplos que vão desde Einstein a Galileu Galilei. A partir dessa descoberta, ela foi procurar pessoas que actualmente conhecessem o Segredo e vivessem de acordo com ele (como por exemplo o autor de Conversas com Deus ou o autor de Os Homens São de Marte as Mulheres São de Vénus). Falou com elas, entrevistou-as, e através do testemunho delas vai explicando no livro a "lei da atracção": nós atraímos aquilo que queremos atrair e, se queremos atrair o sucesso, conseguimos atrair o sucesso.
Na origem do livro está um documentário feito para a televisão australiana que se tornou num sucesso global - é, presentemente, o DVD mais vendido em todo mundo, e mesmo em Portugal há sessões regulares de exibição do documentário. Ou seja, um fenómeno de culto.

 

2 comentários

Comentar post