Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Neta da Luísa

A Neta da Luísa chama-se Bárbara. Tem 23 anos e um gosto incalculável pela escrita, moda, lifestyle e beleza. Não é uma expert em nenhum dos assuntos, mas tem uma paixão imensa por todos eles.

A Neta da Luísa

"O assunto era saudade e eu só falei de ti"

 

10384459_1392158854420020_3225119354380044708_n.jp

 

 

É incrível o quanto o tempo consegue ser um factor relativo na cura de qualquer dor. Já passaram dois anos desde a tua partida. Ou devo dizer, ainda só passaram dois anos?

 

É que na saudade, parece que já estou sem ti há uma eternidade mas no sofrimento,  parece que foi ontem que nos disseste adeus. De que adianta acreditarmos que o tempo atenua a angústia, se é esse o mesmo monstro que intensifica a força das saudades? O tempo, esse malandro, é tão amigo como inimigo, avó. E quem, naquela altura, me disse que ele curava tudo, é porque não sabia o tudo que tu eras para mim. Não sabia quantos sonhos estavam a ser desfeitos com a tua morte, quantos projectos postos em causa e quantas certezas diluídas. O tempo só ajuda no alcance da tranquilidade, apesar do mar revolto que é o meu coração sem ti. O tempo ajuda a aprender a conviver com a falta da tua presença, a lidar de forma pacifica com a agitação de não te ter por perto. Mas o tempo não faz esquecer. Não faz aliviar a tristeza. Não faz diminuir as perguntas e a procura por razões. Porque nem o tempo, nem nada, pode diminuir a importância que só tu tinhas na minha vida, no meu dia-a-dia, no meu coração. 

 
Como é que alguém me pôde querer fazer acreditar que iria superar a mágoa de só te ver através das estrelas e te sentir comigo graças às memórias? 
 
Como é que, algum dia, alguém pôde conhecer-me tão mal ao ponto de achar que o facto de Deus te querer por perto me acalmaria o coração? Os anjos queriam-te ao lado deles, mas eu também te queria aqui comigo. E posso apostar que eles não te queriam mais do que eu. Ninguém te quereria mais do que eu. Sabes porquê? Porque isso é impossível. E tenho pena que o peso da vontade humana seja inferior ao peso da vontade divina. Mas respeito.  E estou certa de que Deus tem tomado bem conta de ti, o que faz com que tu também tomes bem conta de mim e de nós. De quem te ama e de quem tu amavas - um verbo que odeio, do fundo do coração, ser obrigada a conjugar no passado.
 
Com uma saudade arrebatadora dentro do coração, 
 
A tua neta.